Você está aqui

III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol
20 de Setembro a 21 de Setembro
Auditório da Bosch - Via Anhaguera, Km 98 - Campinas - SP

Programação

Veja a seguir a programação e faça o download das palestras do III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol.

20 de Setembro
Horárioordem decrescente
08:30

Inscrição

09:30

Abertura

10:30

Especificação do Etanol

O etanol distribuído no Brasil (E100), um combustível homogêneo e a “gasolina” é o E27. Nos EUA adota-se o E85 (85% etanol e 15% gasolina) que, na prática, pode ser o E51 a E81, além do E10. A mesa analisa qual seria a mistura ideal visando o uso otimizado em motores Otto.

  • Coordenadores

    José Vitor Bomtempo Martins - Pesquisador Associado e Professor da Pós-graduação da Escola de Química/UFRJ

  • Palestrantes

    Ricardo Abreu - Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Mahle

    Etanol Eficiente: alternativa brasileira para o controle dos gases de efeito estufa
    Ricardo Abreu, diretor global de Tecnologia da Mahle

    Os desafios para a promoção de combustíveis limpos

    De acordo com Ricardo Abreu, diretor global de Tecnologia da Mahle, "não dá para esconder a sujeira embaixo do tapete, temos que promover os combustíveis sustentáveis e mais limpos", referindo-se aos desafios regulatórios que se impõem no momento.

    Alfred Szwarc - Especialista em emissões veiculares

    Etanol e as emissões locais
    O especialista em emissões veiculares, Alfred Szwarc

    Etanol e emissões locais

    Alfred Szwarc, especialista em emissões veiculares, analisa o impacto das emissões sobre a saúde da população e a poluição nas cidades, destacando as vantagens do etanol sobre os combustíveis fósseis.

11:30

Etanol e Cadeia Energética da Cana

Novas variedades de cana, de técnicas de gestão agrícola e de processamento industrial já dominadas ou de grande potencial, como o etanol de 2ª geração, vão tornar o etanol cada vez mais competitivo tanto do ponto de vista econômico quanto sócio-ambiental. A mesa discute as oportunidades criadas e barreiras a vencer para acelerar o aumento de produtividade do setor sucroenergético.

  • Coordenadores

    Plinio Mário Nastari - presidente da Datagro

  • Palestrantes

    Manoel Régis Lima Verde Leal - Pesquisador do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia de Bioetanol

    Oportunidades Para Aumento da Produtividade na Agro-Indústria da Cana de Açúcar
    Manoel Régis Lima Verde Leal

    Manoel Regis analisa a produtividade da cana

    A palestra de Manoel Régis Lima Verde Leal se concentrou na produtividade do campo brasileiro nos últimos anos, com destaque para os desafios em torno do plantio da cana-de-açúcar.

  • Debatedores

    Denis Arroyo - Diretor Agrícola do grupo Zilor

    Denis Arroyo aparece à direita, falando para o público do Seminário.

    Denis Arroyo e a ótica do produtor rural

    Diretor Agrícola do grupo Zilor chamou a atenção para a dificuldade de planejamento de médio e longo prazo no Brasil em um cenário de mudanças estratégivas constantes por parte do Governo brasileiro.

12:30

Intervalo do almoço

14:00

Painel: Carros Leves a Etanol no Mercado Brasileiro

Tecnologias que vão se tornando lugar-comum – injeção direta, turbos, transmissão automática – permitem obter desempenho elevado no uso do etanol em motores adequados. A mesa examina as oportunidades e barreiras que se colocam para as montadoras atenderem milhões de motoristas brasileiros que usam apenas o etanol com carros projetados para emprego desse combustível com alto rendimento, e/ou  flex otimizados para seu uso.

  • Coordenadores

    Francisco Emílio Baccaro Nigro - Professor da Escola Politécnica da USP

  • Debatedores

    Roger Tadeu Guilherme - Gerente da Área de Engenharia de Motores e Transmissão da Volkswagen do Brasil

    Roger Guilherme, engenheiro da Volkswagen do Brasil

    Carros Leves a Etanol no mercado brasileiro

    Engenheiro da Volkswagen trouxe para a discussão o enfoque da indústria, que enxerga as oportunidades a partir das demandas do consumidor.

    Celso Ribeiro - Grupo de Gerenciamento Energético, Engenharia de Veículos da Ford

    Engenharia de Energia Veicular
    Celso Ribeiro, da Ford. Foto: João Batista

    Celso Ribeiro, da Ford, fala sobre a evolução dos motores da montadora

    O engenheiro destacou que toda a estratégia da Ford é desenvolvida em torno do cliente, procurando desenvolver produtos e tecnologias que têm por objetivo satisfazê-lo em primeiro lugar.

15:00

Uso Eficiente do Etanol e Emissão de GEE

O uso do etanol como alternativa à gasolina tem grande e reconhecida importância para reduzir a emissão de GEE no consumo automotivo brasileiro. Como o uso mais eficiente favorece este resultado, a mesa discute em que medida, ele pode/deve ser incorporado aos compromissos brasileiros para redução das emissões definidas na COP 21.

16:00

Etanol no transporte pesado (etanol no lugar de diesel)

Apesar do subsídio ao uso do diesel, sua substituição por etanol ao custo de produção deste último seria competitiva para a agroindústria da cana. Vem sendo também usado em diversos países para reduzir emissões urbanas e cumprir metas de descarbonização dos transportes. A mesa examina a viabilidade técnica, econômica e social dessas substituições no Brasil.

21 de Setembro
Horárioordem decrescente
09:00

Painel : Motores a etanol – P&D e academia

No passado, houve grande interesse nas universidades e centros de pesquisa  no aperfeiçoamento dos motores a etanol. Hoje, apesar da importância da cana como fonte primária de energia do país, há poucos trabalhos acadêmicos. A mesa examina como retomar o tema, promovendo e estimulando iniciativas de pesquisa e desenvolvimento relativas ao uso otimizado do etanol.

10:30

Marketing do uso eficiente do etanol

A informação de que o etanol equivale a 70% da gasolina é equivocada, porém amplamente difundida, apesar de evidências em contrário, que serão apresentadas. A mesa indica como orientar consumidores e tomadores de decisão do governo quanto ao uso adequado desse combustível.

  • Palestrantes

    Jayme Buarque de Hollanda - Diretor Geral do INEE

    Paridade 70: um falso conceito a ser desconstruído
    Jayme Buarque de Hollanda, presidente do INEE.

    Paridade 70: um falso conceito a ser desconstruído

    Jayme Buarque de Hollanda, do INEE, apresentou a palestra Paridade 70: um falso conceito a ser desconstruído em que atacou a ideia arraigada de que a produtividade do etanol está limitada a 70% daquela da gasolina.

  • Debatedores

    Adhemar Altieri - Diretor Executivo da MediaLink Corporate Communications

    Adhemar Altieri fala sobre o período em que atuou como diretor de Comunicação da UNICA.

    Os desafios de comunicação para a promoção do etanol

    Adhemar Altieri foi diretor de Comunicação da UNICA por 7 anos e, nesta palestra, compartilhou toda a sua experiência como jornalista no front da comunicação, revelando problemas regulatórios, desafios para a internacionalização da marca etanol e o esforço contra as campanhas sistemáticas de desinformação dos concorrentes do etanol.

11:30

Fórmula Inter a etanol

A Fórmula Inter, mais inovadora modalidade do automobilismo brasileiro (2016), usa motor desenvolvido para usar o etanol como único combustível. A mesa apresenta o veículo e discute como essa experiência contribui para aumentar a eficiência veicular com etanol.

  • Coordenadores

    Jayme Buarque de Hollanda - Diretor Geral do INEE

  • Palestrantes

    Marcos Galassi - Empresário idealizador da Fórmula Inter

    A criação da Fórmula Inter, seus objetivos e a opção pelo etanol
    O empresário Marcos Galassi, idealizador da Fórmula Inter.

    Fórmula Inter: um novo conceito em automobilismo que utiliza etanol

    A recém-criada Fórmula Inter vai utilizar combustível brasileiro em seus veículos – o etanol –, além de criar carros inteiramente fabricados no Brasil. O empresário Marcos Galassi contou tudo sobre a mais nova categoria do automobilismo brasileiro.

12:30

Intervalo do almoço

14:00

Ações de governo

Incentivos fiscais e de outras naturezas, ao aumento da eficiência energética dos carros (Inovar Auto) podem ser usados para promover o uso mais eficiente do etanol.

15:00

Panorama Internacional

Estimulado pela questão ambiental e por dificuldades para reconciliar o uso eficiente e a baixa emissão de CO2 do diesel, o interesse pelo etanol como combustível deve aumentar, sobretudo na Europa. Também deve aumentar  a demanda pelo emprego de  motores a etanol eficientes. O Brasil tem toda a condição de liderar esta tendência.

16:00

Painel Final

O uso eficiente do etanol veicular, além dos impactos ambientais e sociais favoráveis, afeta positivamente a economia dos consumidores e de todos os agentes ao longo da sua cadeia de produção e transformações da cana. Sua maior difusão contribuirá para revigorar a oferta do único combustível renovável produzido em larga escala sem subsídios e sem monetização de suas externalidades positivas. Também contribuirá para diversificar a produção da indústria automotiva visando novos mercados, aqui e no exterior, além de favorecer o aumento da geração de energia elétrica disponível para o mercado, substituindo energias fósseis.

  • Coordenadores

    Francisco Emílio Baccaro Nigro - Professor da Escola Politécnica da USP

    Da esquerda para a direita, Luiz Augusto Horta Nogueira, Elizabeth Farina, Bernardo Hauch Ribeiro de Castro e Francisco Emílio Baccaro Nigro. Foto: João Batista.

    Tema em discussão: a competição global dos combustíveis

    O coordenador do painel final, Francisco Emílio Baccaro Nigro, provocou os debatedores a falar sobre os combustíveis com melhor potencial de prevalecer em um contexto de competição global e exaustão dos combustíveis fósseis. 

  • Palestrantes

    Luiz Augusto Horta Nogueira - Pesquisador do NIPE, Professor da UNIFEI

    Bernardo Hauch Ribeiro de Castro - Departamento de Bens de Capital, Mobilidade e Defesa – Área de Indústria de Base do BNDES

    Ao centro, Bernardo Hauch Ribeiro de Castro, do BNDES, entre Elizabeth Farina (UNICA) e Francisco Emílio Baccaro Nigro (USP)

    Uma agenda estratégica para o etanol

    Bernardo Hauch Ribeiro de Castro, do BNDES, compartilhou suas ideias para o avanço do etanol, tanto do ponto de vista econômico, quanto tecnológicos, impulsionando sua adoção não apenas no país, como também no mercado internacional.

    Elizabeth Farina - Presidente UNICA

    Elizabeth Farina, presidente da UNICA

    Brasil precisa desenvolver o etanol para cumprir sua parte na COP 21

    Elizabeth Farina, presidente da UNICA, falou sobre a importância de promover o avanço dos biocombustíveis para o cumprimento dos compromissos assumidos pelo Brasil na redução das emissões até 2030.

Menu principal